Arquivo do blog

Compartilhe

20 de nov de 2012

Responsabilidades reforçadas para período chuvoso


Defesa Civil garante remoção de famílias de áreas com riscos de inundação; Bombeiros e PM auxiliam
Ricardo Welbert
Foi realizada ontem pela manhã, na sede da 7ª Região da Polícia Militar, em Divinópolis, uma reunião entre órgãos de segurança que compõem a Defesa Civil da cidade. O coordenador, Paulo Adriano Cunha, disse que o encontro foi útil para o planejamento da desocupação das áreas de risco da região do Candelária. De acordo com ele, é importante que cada um dos órgãos atue de forma integrada nesta operação.
- É a primeira vez que Divinópolis terá uma desocupação envolvendo 27 famílias. Então, precisamos muito dessa integração de todos os órgãos que compõem o sistema. Bombeiros e Polícia Militar são imprescindíveis, visto a complexidade do próprio evento de desocupação. Foi uma reunião de trabalho a partir da qual haverá uma ordem de serviço conjunta para iniciar o processo de desocupação - explicou.
Várias autoridades do município participaram de reunião na manhã de ontem (foto: Ricardo Welbert)
Vinte das famílias a serem realocadas irão para o programa Minha Casa, Minha Vida, no conjunto habitacional Copacabana. Sete delas terão aluguéis sociais, pagos pela Prefeitura, onde permanecerão até que sejam integradas ao programa do governo federal.
- Esse diálogo com as famílias já começou, com visitas do setor de assistência social da Prefeitura, mostrando a todos importância de sair daquelas áreas de risco, indignas para convivência. A aceitação está sendo boa. Não estamos percebendo qualquer tipo de resistência, porque todas as famílias estão sendo devidamente assistidas pelo Município - garantiu.
O comandante do 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros, major Manoel dos Reis Morais, do Corpo de Bombeiros, informou que o 10º Batalhão irá auxiliar a Defesa Civil no trabalho preventivo contra os desastres causados pelas chuvas.
- Iniciaremos, na segunda-feira da semana que vem, vistorias em áreas de risco no município - adiantou.
Candelária tem 27 casas com risco de inundação
A Defesa Civil identificou 27 casas que correm risco de inundação no bairro Candelária, em Divinópolis. As famílias serão retiradas dos imóveis até o dia 15 de dezembro. As residências ficam às margens do rio Itapecerica e em chuvas passadas já foram inundadas, como em dezembro de 2011. A Defesa Civil notificou as famílias e 20 delas foram contempladas pelo programa Minha Casa, Minha Vida e serão levadas para imóveis no Conjunto Copacabana.
No dia 22 de novembro, a equipe de habilitação da Prefeitura vai fechar o contrato dos moradores com a Caixa Econômica Federal. Até o dia 10 de dezembro, as chaves das casas devem ser entregues, como explica o coordenador da Defesa Civil, Paulo Adriano Cunha.
- Do dia 10 ao dia 15 de dezembro, esperamos fazer o encaminhamento das 20 famílias para o residencial e as outras sete para residências alugadas pela Prefeitura. A partir disso, vamos iniciar a demolição dos barracos e imóveis que foram construídos em área de risco e de preservação permanente. Vamos devolver este espaço ao Patrimônio Público e fazer a recuperação ambiental - explicou.
Cada secretaria vai atuar de acordo com a sua competência para prevenção dos danos causados pelas chuvas. Por exemplo, a Secretaria de Operações Urbanas está fazendo limpeza de bueiros e revisão de passarelas e pontes. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico vai cadastrar e planejar os abrigos caso precisem receber famílias desabrigadas ou desalojadas. E a Secretaria de Saúde vai fazer a vacinação de profissionais que vão atuar no período chuvoso e dos moradores ribeirinhos que vivem em áreas de risco.
A reportagem acima, originalmente publicada no jornal Agora de 20/11/2012

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget