Arquivo do blog

Compartilhe

27 de ago de 2012

Pequenos cidadãos, mas conscientes


Crianças visitam jornal, entrevistam jornalistas e demonstram conhecimento crítico

Ricardo Welbert

Na Redação, turminha aprendeu e fez perguntas aos jornalistas (foto: Ricardo Welbert)
Mais uma escola de Divinópolis abraçou o programa de incentivo à leitura de notícias desenvolvido na cidade pelo Agora. Na última quinta-feira (23/8), duas turmas da Escola Municipal Professora Maria de Lourdes Teixeira, no bairro Dona Rosa, visitaram a Redação do jornal, a gráfica e conheceram o processo de produção da mercadoria que chega diariamente às casas de milhares de pessoas. Ao todo, 39 alunos do quarto ano do Ensino Fundamental estiveram no encontro. 

No início, cada um recebeu um exemplar do jornal. Falei sobre a importância do periódico impresso na formação intelectual e cultural de jovens e adultos. Também expliquei que separar os assuntos em cadernos diferentes facilita a compreensão do leitor. 

Na Redação, local onde os assuntos do dia são discutidos, apurados e se transformam em notícias, a meninada escutou atentamente as explicações sobre os tipos de coberturas jornalísticas mais comuns. Repórter de Economia, Douglas Oliveira falou sobre a importância da Matemática no jornalismo. 

- Trabalho diariamente com valores em números, cálculos e tabelas. Ter noções básicas de matemática me ajuda bastante na hora de calcular as taxas de juros, por exemplo. Já na hora de escrever as reportagens, o conhecimento que adquiri nas aulas de português são mais importantes - disse. 

Depois de conhecer os critérios que definem o valor de cada notícia na edição, elas aprenderam sobre o processo de apuração, reportagem, revisão e diagramação. A partir de então, os mais curiosos e admiradores da escrita fizeram muitas perguntas.

No parque gráfico, as crianças conheceram as máquinas que fixam as tintas no papel antes de o produto final ser confeccionado para chegar às bancas e casas de assinantes. O tamanho das impressoras chamou a atenção dos alunos.

Eles aprenderam como o papel sai dos pacotes, entra nas máquinas e sai do outro lado. Os diferentes tipos de tintas usados na impressão das páginas também foram detalhados em linguagem simples, para que a meninada entendesse bem.

Sempre atentas às explicações e aos movimentos dos curiosos alunos, as professoras também não fizeram feio. Escutaram, perguntaram e fotografaram o passeio. 

Esta mesma reportagem, publicada na edição de domingo (26/8)
Perguntas 

Larissa de Jesus Nogueiras, de nove anos, e Karine Aparecida, de dez, chegaram ao jornal com um caderno de perguntas elaboradas na escola. Elas fizeram o que, no jornalismo, é chamado de pré-pauta (quando o jornalista já chega ao local do fato com questionamentos em mãos).

Bancando a jornalista da turma, a pequena Anna Júlia Resende, de nove anos, deixou a timidez de lado e perguntou tudo o que quis saber. Ao final, ela disse que gostou do passeio. 
Henrique Rodrigues de Souza, da mesma idade, adorou o passeio pela gráfica. Ele conta que passará a ver o jornal de outra forma a partir de agora. 

Victor Henrique Aparecido, nove, compartilhou o interesse de, quando crescer, se tornar um jornalista. 

- Se não tiver jornalista no mundo, as notícias ficarão escondidas, sem espaço para serem divulgadas. A população não pode ficar sem isso - disse o menino.

Docentes

A professora Juliana Silva conta que nasceu um dia antes da fundação do Agora, em 1971. 

- Cresci junto com jornal. Ao longo de todos estes anos, tenho acompanhado a evolução do veículo por meio de suas notícias. No entanto, conhecer os bastidores foi uma experiência única - disse. 

Vera Lúcia dos Santos, professora, disse que a escola desenvolve um projeto chamado Pequeno Jornalista, com o objetivo de estimular os alunos a redigirem informações de forma clara e precisa. 

- Esta visita enriquece nosso aprendizado. Na escola, as crianças receberam explicações sobre o jornalismo, as funções dos jornalistas e até brincaram de apresentar telejornal. A partir da semana que vem, discutiremos nas salas de aula sobre tudo o que aprendemos durante a visita ao Agora. Foi um passeio muito proveitoso - avaliou.

O programa

Implantado em junho deste ano, o programa Jornal na Escola nasceu de uma discussão sobre o futuro dos consumidores de jornais. É fato que, diante das novidades eletrônicas, como a conexão global por meio da internet, cada vez mais crianças deixam de exercitar a leitura de livros e revistas. Em todo o mundo, pesquisas comprovam que a leitura diária de jornais exerce papel fundamental na formação de leitores críticos da realidade. Além disto, contribui para elevar o domínio da leitura, escrita e interpretação textual e contextual entre os jovens, alertando-os para valores da democracia representativa e da livre iniciativa. Diretores e professores interessados em participar devem entrar em contato com o Agora pelo telefone: 3222-8221.

Mais fotos da visita














































Um comentário:

Selma Assis disse...

É isso aí, Ricardo. Parabéns pelo projeto e o trabalho desenvolvido. Sou sua fã! Grande abraço!

Ocorreu um erro neste gadget