Arquivo do blog

Compartilhe

20 de out de 2011

"Nem eu aguento mais ouvir falar de mim"

A frase acima é do humorista Rafinha Bastos, publicada por ele no Twitter. O desabafo não foi feito à toa. O pobre rapaz passa por maus bocados. Recentemente, fez uma piada no CQC envolvendo a cantora Wanessa (ex-Camargo). Na ocasião, Bastos disse que comeria ela e o bebê que a futura mamãe espera. 


Do meu ponto de vista, esta foi a maneira que este brilhante humorista encontrou para, ao mesmo tempo, dizer "minha nossa! Como Wanessa está linda!" e fazer os outros rirem (que é a função dele). Depois de brincar com o saboroso prato que gostaria de ter em seu cardápio, Rafinha Bastos começou a receber críticas de milhões de defensores do humor politicamente correto. Inclusive de celebridades.

Em outra postagem aqui no blog, destaquei a postura do veterano Chico Anysio que, em entrevista, disse que sequer conhece o trabalho de Rafinha Bastos e que admira humoristas de verdade como Leandro Hassum, Eri Johnson, Rodrigo Sant'anna, Maria Clara Gueiros, Nelson reitas, Marcus Melhem, Heroísa Perissé, Claudia Jimenez e Bruno Mazzeo. Obviamente, Anysio falou o que pode ser a maior besteira de sua vida. Ao dizer que só conhece humoristas da TV Globo, mostrou o quanto está fechado em seu casulo, achando-se o rei da cocada preta. Nesta geração de pessoas cada vez mais conectadas, o humor politicamente correto está cada vez mais fraco e chato.

Não se deve perder o respeito pelas pessoas. Mas, neste caso com Wanessa, que é uma celebridade jovem, não vejo motivos para criticarem tanto. Não concordo também com a suspensão dada pela TV Band ao humorista.

Em uma edição do CQC 3.0, Rafinha Bastos respondeu a uma pergunta sobre outras piadas que fez. Sua explicação se encaixa muito bem nesta que continua sendo a história da vez envolvendo a filha do Zezé. 


Fato

O humor que o CQC faz é irônico, fictícico. O que é dito lá não é para ser levado a sério (exceto as reportagens). Como disse Rafinha Bastos em uma oportunidade: "Brasil é o país onde as pessoas riem de políticos e levam humoristas a sério". Ignorância? Acho que sim. 

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget