Arquivo do blog

Compartilhe

6 de out de 2011

Mídias sociais: você está viciado nelas?

Orkut, Facebook, LinkedIn, MySpace, Twitter e tantas outras mídias sociais fazem parte de nossas vidas. Comunicar ficou fácil para todos. Além de podermos conversar em tempo real com nossos amigos em qualquer parte do mundo, usamos estes sites para aprimorar nossos trabalhos, adquirir conhecimentos específicos e até fazer dinheiro. Mas até quando consumir mídias sociais é considerado saudável?

Tenho conta no Orkut desde o tempo em que ele era praticamente a única mídia social. Inicialmente, passava horas do dia na frente do computador atualizando e participando de debates em comunidades. Quando olhava para o relógio, percebia que o dia estava acabando e que eu havia produzido pouco. Comecei a me preocupar com aquilo.

Com o passar dos dias, surgiram outros sites de relacionamento e me interessei pelo Facebook e pelo Twitter. Hoje, continuo pensando que estas ferramentas são programadas para nos viciar. Estou me esforçando para me policiar e não permitir que a vontade de chegar minhas mídias sociais e postar coisas novas atrapalhe meus estudos. Sei que não sou o único a sofrer com esse dilema.

Com os smartphones, o acesso à internet em mídias móveis se populariza. Crianças e adolescentes estão atualizando suas redes durante os horários de aulas, deixando de prestar a devida atenção nos professores. Este é um problema sério. Assim como o cigarro e a bebida, mídias sociais são viciantes. É preciso que, no caso de crianças e adolescentes, pais conversem com eles sobre a importância de uma boa formação cultural e intelectual, da leitura de livros e da explicação sobre benefícios e malefícios. Para adultos viciados a ponto de serem prejudicados profissional e socialmente, a desintoxicação também é necessária – e é preciso haver esforço para isso.

Algumas pessoas (como eu) sabem trabalhar nas mídias sociais. Para nós, jornalistas, já existem cursos específicos ensinando como informar nas mídias sociais. Mas só isso não basta. Abro espaço para que você, leitor do blog, participe através de comentário contando o quanto as mídias sociais estão presentes no seu dia-a-dia e se você é uma pessoa que as domina ou se deixa dominar por elas

Um comentário:

Tatiana Santos disse...

Oi Ricardo! Arrasando sempre em seus artigos!

Eu trabalho com as mídias sociais. Faço a divulgação da Banda Ong Mineira e gerencio os perfis em tudo quanto é site de relacionamento.

Quanto aos meus cadastros pessoais, não é diferente. Já deixei de sair pra ficar no Twitter conversando com pessoas que, até o momento, não conhecia pessoalmente. Antes eu tirava fotos pensando no Orkut, ouvia músicas pensando no Orkut... Era louca para anoitecer e ir pra casa da minha vizinha para acessar.

Hoje eu não tenho problemas. Divirto-me muito com meus contatos, mas consigo ficar longe do computador quando necessito. É uma tentação, não nego. Mas cabe a cada um ser se monitorar.

Ocorreu um erro neste gadget