Arquivo do blog

Compartilhe

13 de out de 2011

A Folha de São Paulo de terça-feira (11) trouxe uma reportagem sobre compra de equipamentos superfaturados para um hospital. Emenda parlamentar de R$ 2,2 milhões financiou a compra de equipamentos superfaturados em até 500% para um hospital da cidade de Registro, a mais pobre do Estado de São Paulo. A indicação dos recursos foi feita pela ex-deputada estadual Patrícia Lima (do PR). O governo do Estado liberou R$ 2.180.000 para o hospital São João no dia 25 de dezembro de 2010. A reportagem investigou e descobriu que o local em que funcionava a empresa que vendeu os aparelhos, em Goiânia, está abandonado. Os 17 produtos foram comprados por preços até seis vezes maiores que os de mercado.

O jornal fez um levantamento em três empresas revendedoras de equipamentos médicos. Em uma incubadora de transporte comprada, que no mercado custa R$ 25.100, o hospital pagou R$ 39.400. Em um foco cirúrgico de teto, que custa R$ 15.000, foram pagos R$ 43.300. Em uma mesa cirúrgica de R$ 25 mil, foram pagos muitos mais que o dobro: R$ 86.400. Agora, o mais impressionante: em um equipamento de vídeo para laparoscopia completo, que custa R$ 32.900, foram pagos R$ 198.500. 

Um absurdo

A Corregedoria do Estado de São Paulo está investigando o caso e já identificou superfaturamento global de 125%. O Ministério Público foi acionado para abrir inquérito criminal. 

Se isso aconteceu na cidade mais pobre de São Paulo, imagine o que acontece com as emendas no âmbito nacional. Ainda mais agora, com tanto investimento em estádios de futebol. O trabalhador é o único sacrificado.

Houve desvio, roubo de dinheiro público e apropriação indébita. E aí? A ex-deputada vai ser presa? Vai ser obrigada a devolver o dinheiro? Infelizmente, quem paga a conta somos nós, eleitores e trabalhadores. Pagamos e não recebemos nada em troca. 

Emenda parlamentar é uma imoralidade. Quem lida com gastos públicos é o poder Executivo. O poder Legislativo existe para criar leis e fiscalizar o Executivo. O Ministério Público precisa acabar com tanta corrupção a céu aberto. Estas emendas só servem para desmoralizar o parlamentar e ridicularizar o povo.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget