Arquivo do blog

Compartilhe

5 de set de 2011

Pernilongos e política

Nesta segunda-feira (5), voltei ao estúdio da rádio Ativa FM 107.3, em Pitangui, para a estreia do Ponto de vista, minha coluna diária, às 12h15. Estarei na programação da emissora lançando uma análise crítica sobre os principais fatos e acontecimentos da cidade, do estado, do país e do mundo.

Leia o texto da primeira edição:

É com muita satisfação que volto a esta que é, sem dúvida, a rádio de maior audiência em Pitangui e região. Vale dizer o que será tratado aqui. Não teremos um único tema - como política ou economia, por exemplo. Com base nas notícias que escuto no rádio, que leio nos jornais e na internet, no que vejo na televisão, espero trazer todos os dias um pouco de opinião que faça você, ouvinte, pensar junto comigo. E vou começar falando sobre a informação na internet. 

É difícil algo que você queira saber que não esteja na internet. Ontem eu estava em casa à noite, no computador, e percebi que estava sendo a janta de uns 20 ou mais pernilongos, não sei direito. Até porque pernilongo é um bicho muito pequenininho, não dá pra contar. 

Enfurecido, já com o braço todo picado, e irritado com aquele "bzzzzzzzzzzz" chato. Se pelo menos o bicho chupasse o sangue sem fazer barulho. Enfim. Entrei no Google e digitei "como acabar com pernilongos". 

Para minha surpresa, surgiu um blog, o odeiopernilongo.blogspot.com. E o criador da página deixou uma nota de abertura: "porque não nos unirmos para acabar com essa maldição chamada pernilongo?". Ora, essa! Achei engraçado. Uma convocação de guerra contra pernilongo. 

Pernilongos são bichinhos típicos do verão, desse tempo seco e abafado que estamos vivendo. Não há como acabar com eles. É quase como a corrupção na política. Ela existe. A menos que você não tire proveito dela, você a odeia e quer acabar com ela a qualquer custo. 

Nessa época do ano, os pernilongos tiram o sono de muita gente. Contra eles, vale usar inseticidas, repelentes, pode pegar a sandália e bater neles, pode comprar uma daquelas raqueles elétricas e até mesmo fazer fumaça. 

Agora, contra a corrupção, você tem uma arma poderosa. Ela se chama voto! Com ela, você pode derrubar os muitos pernilongos que chupam o sangue (ou melhor, o dinheiro) do contribuinte. A única diferença entre o político corrupto e o pernilongo é que o primeiro te chupa em silêncio, sem fazer barulho. Mas isso não o faz melhor que o pequeno inseto voador. Entre políticos corruptos e pernilongos, eu prefiro os pernilongos. 


3 comentários:

Tatiana Santos disse...

Excelente! Rsrs

Aline Alves Reis disse...

Muito acertativo,seu ponto de vista,meu caro Ricardo.Porém vc esqueceu de mencionar que um dos muitos motivos pelo qual a nossa cidade é referencia a anos no quesito:sujeira-poluição-abandono-descaso,talvez seja a ''maldita corrupção''Ou seria talvez apenas pura e simples''INCOMPETÊNCIA''??
De qualquer forma''PITANGUI ESTÁ AOS MOSQUITOS'' literalmente....

Anônimo disse...

Esse texto me faz refletir. As pessoas têm a tendencia de fazer uma distinção errada entre os políticos e o povo. "Político é tudo corrupto", "O povo só leva na bunda". E não se dão conta de que os prefeitos, governadores, deputados, vereadores, são eles também, POVO.Ou seja, não são só os políticos que são corruptos. A corrupção é uma característica arraigada da cultura brasileira. O chamado "Jeitinho brasileiro" nada mais é que uma maneira mais cordeal de dizer "corrupção". Em resumo, a corrupção, o contorno das leis, a vantagem pessoal, a desonestidade, são elementos da cultura brasileiras. Não importa o que fazemos, os pernilongos voltam todos os anos, pois estão amplamente distribuidos pelo território nacional. Com a corrupção é a mesma coisa. Para que ela acabe, seria necesária uma mudança GERAL da cultura nacional, o que levaria muitos e muitos anos, e isso se existisse disposição paratanto. Desanimador né.

Ocorreu um erro neste gadget