Arquivo do blog

Compartilhe

8 de mar de 2011

Artesão pitanguiense transforma madeira em pilões

Ricardo Welbert
Licínio Filho


Batista produz pilões enquanto cuida de um bar e uma mercearia no Lavrado
(foto: Ricardo Welbert 2/2/11)

Muitas pessoas conhecem João Batista Ribeiro, carinhosamente conhecido como “Batista do Zé Boi”. Dono de um bar e uma mercearia na Rua Antônio Gonzaga, no bairro Lavrado, ele possui uma impressionante destreza em lidar com a madeira.

É comum vê-lo à porta de seu estabelecimento comercial, onde fica rodeado de amigos e fregueses, trabalhando a madeira na confecção de pilões.

A habilidade é uma herança de família. Aprendeu com o pai, que era marceneiro. Alguns primos se ocupam na mesma profissão.

Batista recebe várias encomendas de pilões. A marcenaria é um hobbie para ele. Apesar de gostar, reconhece que é difícil encontrar tempo para talhar madeira enquanto cuida de um bar e uma mercearia.


Batista (de vermelho) divide o tempo entre os cuidados com os filhos (um deles aparece segurando um violão) e o atendimento à clientela (como o rapaz na motocicleta) (foto: Ricardo Welbert 2/2/11)

O trabalho exige paciência e critério. Afinal, cada modelo e tamanho de pilão exigem um cálculo diferente. Um centímetro errado pode por a peça em risco e comprometer o resultado final. As peças podem ser usadas como decoração de ambientes rústicos, em casas ou fazendas.

Batista não sabe dizer ao certo quantos pilões já talhou. Além disso, sua produção não se restringe a estes objetos. “Também faço canoas, viveiros e até maquetes em madeira. Um pouco de cada coisa”, disse ele.


Pilões produzidos por Batista (foto: Ricardo Welbert 2/2/11)

Batista nunca teve oportunidade para expor seus trabalhos em alguma feira ou mostra de artesanato. No entanto, caso seja convidado para uma, apresentará suas melhores peças.

Batista é pai de 3 filhos. Por enquanto, nenhum deles aprendeu a técnica com o pai. “Se eles quiserem aprender, me prontifico a ensinar”, disse.

Contatos

Você pode encontrar o Batista e encomendar um pilão. Rua Antônio Gonzaga, números 310 ou 346, no bairro Lavrado. O telefone é o 37-3271-1669.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget