Arquivo do blog

Compartilhe

5 de abr de 2013

Cão farejador de Divinópolis está prestes a se aposentar


A edição de três de fevereiro do jornal Agora trouxe reportagem minha sobre a "aposentadoria" do cão farejador Max, do canil da Polícia Militar em Divinópolis. Estive no local, conheci o cachorro e passei cerca de duas horas conversando com o tratador dele. A reportagem conta detalhes da saúde do cão e sua trajetória de sucesso na PM. Abaixo, os dois primeiros parágrafos e a imagem da página da versão impressa.
_______________________________________________

Max está em fase de tratamento 

Cão farejador ficou famoso ao ajudar a polícia a desmascarar criminosos

Ricardo Welbert

Considerado um dos melhores cães farejadores de Minas Gerais, o labrador Max, que ficou famoso ao participar de várias operações policiais em Divinópolis e região, está prestes a ter a aposentadoria decretada. Um problema de saúde impede que ele continue atuando em buscas por criminosos, drogas, dinheiro e objetos roubados. No canil Candidés, que funciona dentro do 23º Batalhão da Polícia Militar, o combatente recebe carinho especial dos tratadores e passa horas brincando. Um carinho merecido, após seis anos de serviços prestados.

O soldado Alcir Marques de Oliveira, instrutor e condutor de Max, diz que o desempenho físico do cão ficou comprometido por causa de uma displasia coxofemural, doença ortopédica hereditária comum em cães e que pode surgir em diferentes raças e que se caracteriza pela má formação da articulação das pernas traseiras com a cintura pélvica. O animal afetado começa a mancar e sentir dor quando anda, principalmente em pisos mais escorregadios. Por causa disso, pode passar a não mexer os membros traseiros e o músculo pode atrofiar. Aos 8 anos de idade, ele pesa 34 quilos. Nesta fase, o tratamento passa a ser mais difícil, pois a média de vida dos cães labradores gira em torno de dez anos.

Para ler a reportagem no site do jornal, clique aqui.

Reportagem originalmente publicada no jornal Agora (foto: reprodução)

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget