Arquivo do blog

Compartilhe

31 de ago de 2011

Telefonia celular faz mal?

Em Belo Horizonte, vereadores discutem a saúde de quem mora perto de antenas de telefonia celular. Embora a Organização Mundial de Saúde não tenha uma conclusão sobre os efeitos da radiação emitida pelas torres, alguns médicos garantem que o sinal é capaz de provocar câncer. 

É inegável que o aspecto visual fica feio, principalmente nas pequenas cidades do interior. Mas não dá para ser contra a telefonia nem contra suas antenas. Em Pitangui, temos hoje cinco antenas. Lembro que quando a Oi instalou a primeira, muita gente reclamou. 

Algumas destas grandes corporações vez ou outra promovem palestras, para as quais convidam médicos para explicar se há ou não riscos para a saúde. Em Belo Horizonte, o Dr. Renato Sabatini diz que antenas de telefonia celular não provocam câncer porque estão instaladas a distâncias de 20, 30 metros acima das pessoas. Segundo ele, o campo magnético para quem está no chão é tão baixo que não faz mal à saúde .

As operadoras precisam respeitar um limite adotado por pelo menos 80 países, instalando os transmissores e receptores de sinal a uma altura 50 vezes maior do que aquela que poderia ser prejudicial. Mas não dizem que altura prejudicial seria essa. 

Antenas não representam risco eminente, mas há sempre um risco a ser evitado (como no caso das usinas de energia nuclear). 

Diante do impasse de informações (se faz mal ou se não faz), o Ministério da Saúde, do Governo Federal, deveria, no mínimo, divulgar informações (verdadeiras) a respeito. Mas será que vale a pena, diante da tamanha arrecadação financeira oriunda da telefonia celular?

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget