Arquivo do blog

Compartilhe

8 de fev de 2009

A primeira semana na faculdade de Jornalismo

Sabe quando alguma coisa supera nossa expectativa? Então. É assim que está acontecendo comigo. Comecei esta semana o meu tão sonhado curso na área para qual fui (definitivamente) feito: Jornalismo!
Já citei a faculdade no post anterior (Instituto de Estudos e Pesquisa (INESP) de Divinópolis). Escola ligada à Funedi (Fundação Educacional de Divinópolis) e à UEMG (Universidade Estadual de Minas Gerais). Também já citei que entrei como bolsista integral através do Prouni (Programa Universidade Para Todos), do Governo Federal.
Voltando ao primeiro parágrafo, estou maravilhado com o que encontrei. Realmente, bem acima da minha expectativa. Esta primeira semana foi sensacional (torço para que as próximas também sejam).
Começando pela galera da van que faz o transporte dos alunos pitanguienses até a “Cidade do Divino”. A Samira eu já conhecia. O Flávio (motorista) e o Viegas também. Os outros conheci ali, na hora.
No primeiro dia de aula, aquela tradicional parte de lidar de uma vez só com muita gente nova. Digo nova não pela idade da galera, e sim por se tratar de pessoas que eu nunca tinha visto antes. A primeira colega com quem puxei papo na faculdade foi a Marina. Uma menina muito bacana. Vou adorar estudar com ela e com toda a galera do Primeiro Período de Comunicação Social. Entre nós, futuros jornalistas (espero que seja meu caso) e publicitários (poderia ser meu caso também. Gosto dessa área).
Ainda no primeiro dia, a professora Ana Paula (quem disse que ela tem cara de professora?) veio com sua “Metodologia de Ensino”, que já clareou bastante minha mente. Já chegou, inclusive, passando a ordem para que todos xerocassem a apostila. Claro, isso é bom. Quando antes começar a utilizar o tempo livre para ler a matéria, melhor (por que então estou escrevendo isso aqui no blog ao invés de ir ler a matéria? Ora, porque isso aqui também é importante e não ocupa muito tempo).
Segundo dia, assistimos ao discurso oficial da direção e professores e fomos vítimas de trotes por parte dos veteranos do curso. Ok, acalme-se. Escapamos todos ilesos (inclusive consegui impedir que leiloassem minha agenda).
Terceiro dia, laboratório de rádio. Magnífico! Confesso que achei monótono o início, pois trabalho numa emissora de rádio e, enquanto a explicação do grande mestre Max era apresentada, eu via que já sabia com antecedência o que ele falaria. Mas isso durou pouco. Logo ele começou com algo que eu não sabia e, então, passei a nem piscar.
Quarto dia, laboratório de TV. Uau! Muuito bacana. Eu não disse que essa escola estava me surpreendendo? Então. Eu não esperava por aquilo...
No dia seguinte, o Ramon (muito bacana, um dos professores mais bem-humorados (depois do Max)) nos mostrou e ensinou como funciona o Laboratório de Fotografia e ainda deu várias dicas para que passemos todos de leigos a fantásticos fotógrafos profissionais. O melhor de tudo, claro, foi aprender a revelar uma fotografia (eu digo manualmente, utilizando produtos químicos e não uma máquina impressora).
Depois da última aula da semana, todos dizendo “como passou rápido... Já é sexta!”. Claro, tanta empolgação nem nos deixa reparar no relógio.
Chegou o sábado, o domingo, e a ansiedade continua. Ainda temos 4 anos de muito estudo pela frente. Já vi que estou no lugar certo.
Um abraço!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget