Arquivo do blog

Compartilhe

22 de fev de 2012

O misterioso casarão da Rua José Valadares

Construção histórica está decadente. Internautas colaboram com informações sobre o imóvel

Em Pitangui, muitos são os casarões coloniais em situação de abandono. Um deles é este, que fica na rua José Valadares, região central da cidade. 


Estas imagens foram feitas por mim na tarde desta terça-feira (21/2). Os portões de acesso à casa costumam ficar abertos. O mato alto deixa claro a falta de preocupação em manter o local bem cuidado. Subi a rampa de acesso e tive uma surpresa ao chegar mais perto da casa. Havia um carro lá.


Havia marcas recentes de pneus, indicando que o veículo foi parado ali há pouco tempo. Não tenho, ainda, informações precisas sobre a propriedade deste imóvel, mas uma série de mensagens que recebi após a publicação desta postagem sugere que o proprietário é um ex-vereador da cidade. É possível ver também o que parece ser um carrinho de pipoca (parecido com um que costuma ficar em frente a igreja matriz). 


Perguntei, no Facebook, se alguém sabia alguma coisa sobre este casarão. Recebi os seguintes comentários:

"Acho que ainda mora gente nos fundos. Conheço eles. São pessoas mais de idade, antigos moradores da comunidade de Coqueiros. Não me lembro do dono da casa, mas já ouvi comentários. Minha mae me contou que o proprietário se chama Carlos Ataíde (que, pelo que tudo indica, foi vereador em Pitangui e hoje mora em Belo Horizonte. Meu avô fez o forro de bambu no interior da casa. Eita povo que tem história!".(G. F) 

"Não tenho certeza, mas acho que o dono do hotel fazenda Santa Felicidade, o doutor Evaldo, é um dos herdeiros do casarão. Acho que o lance do casarão é briga de família - que um não vende a parte pro outro por vários motivos que não sei dizer". (A. L.)

"Me parece que é da família do Carlos Athaide, dono do hotel fazenda Santa Felicidade. Uma vez eu fui lá, há uns 15 anos, e vi que quase já não ficava gente no local. Agora, quando ao carro e o carrinho de pipoca, não sei. Será que tem alguém aproveitando o abandono e depositando coisas lá?" (S. A.)

"O casarão que você fotografou é do Carlos Ataíde". (C. F.)

"O casarão pertence ao pai do Carlos Ataíde. É uma pena que mais uma parte da nossa história está se deteriorando". (C. W.)

"Sei que os fundos do casarão era onde os escravos dormiam. Este casarão era uma parte integrada ao de Maria Tangará [onde hoje funciona a Escola Estadual Professor José Valadares] que, por sinal, tive o prazer de conhecer. Este prédio por dentro possui paredes e tetos pintados. Não sei se estão em bom estado de conservação, mas este lugar que os escravos ocupavam era muito interessante. Havia um fogão de lenha enorme, comprido, e uma cozinha ampla. Talvez fossem feitas ali as comidas da mansão. É isto que sei, pois já vi". (G. S.)

Postagem atualizada em 23/2, às 19h15.

Se você sabe alguma coisa a respeito deste casarão e quer fornecer essas informações, deixe seu comentário abaixo ou envie para ricardowelbert@hotmail.com. 



5 comentários:

ILMA MOREIRA disse...

OI, EU SOU A ILMA ! NÃO POSSO FALAR DESTE CASARÃO MAS TALVEZ MINHA MÃE SAIBA , DÁ UM PULO LÁ EM CASA , SE ELE SOUBER ALGO A RESPEITO ELA VAI FICAR FELIZ EM PODER DIZER . ABRAÇOS .

ILMA MOREIRA disse...

ADOREI !AMEI , ERA O QUE FALTAVA.

Ricardo Welbert disse...

Oi, Ilma! Vou procurá-la sim! Obrigado!

Anônimo disse...

eu ja vi esse carro saindo do casarao. quando eu e mais 4 amigos meus estavamos voltando da escola [E.E.Jose Valadares],vimos um homem saido do casarao com esse carro,e so oque sabemos nais sobre o casarao abamdonado nao sabemos nada.

Anônimo disse...

se isso puder ajudar ficamos felizes em dizer oque sabemos,ok?

Ocorreu um erro neste gadget