Arquivo do blog

Compartilhe

19 de mar de 2009

Elogios póstumos

É estranha (e cabulosa) a mudança de comportamento das pessoas quando alguém morre. Após a morte do deputado Clodovil Hernandes (PTC-PR), muitos que o criticaram como comunicador e como político vieram a público dizer que "houve uma grande perda". Haja falsidade!
Caramba, será que seres humanos só têm sua importância reconhecida depois que morrem? Acho que se alguém aprecia o trabalho de alguém, deve ser demonstrado enquanto esse alguém vive e pode saber de seu apreço.
Claro, homenagens póstumas são mais que necessárias. Mas... Como eu disse, muita gente que critica, é contra, vem se fazer de "bonzinho" depois do adeus ao seu objeto de crítica.
Fala sério. Se quiserem me criticar ou elogiar, façam isso agora, quando posso responder ou agradecer. Depois que morrer, basta-me ser enterrado.
Até mais!

Um comentário:

Ju Faria disse...

É, infelizmente aqui no Brasil, a coisa funciona assim: Quem morre vira santo.

Ocorreu um erro neste gadget