Arquivo do blog

Compartilhe

28 de dez de 2010

RJ: traficantes voltam ao Alemão para se vingar de denunciantes


Pobres moradores do complexo de favelas do Alemão, no Rio de Janeiro. Com a paz aparentemente restaurada pela presença do Exército no morro, o lugar voltou a ser notícia em praticamente todos os veículos nesta terça-feira (28). Duas pessoas teriam sido assassinadas por traficantes que voltaram para se vingar de pessoas que teriam feito denúncias deles à polícia. Estes criminosos estariam entrando no morro porque os policiais do Exército não os reconhecem das listas de procurados. Entram sem armas e matam suas vitimas com paus ou facas que conseguem lá dentro.

O Exército; Bope, enfim, as equipes que estão monitorando o Alemão, deveriam dispor de um banco de dados para verificar, um por um, quem entra e sai do complexo. É verdade que não dá para fazer isso para sempre, mas, pelo menos, por alguns anos até que o lugar seja modificado como o governo espera, com a eficiência de novas escolas e casas de apoio, além da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Como sabemos, grande parte dos bandidos foi expulsa das favelas, mas é evidente que nenhum deles se converteu à bondade. A cidade maravilhosa tem e ainda terá muitos problemas causados pela criminalidade exacerbada. A posse de regiões por parte de bandidos é um problema que deveria ser controlado severamente. A cidade do Rio infelizmente não é tão maravilhosa como reza a lenda, mas crises de segurança semelhantes acontecem em São Paulo, Belo Horizonte, entre outras grandes cidades do país.

2 comentários:

Marina disse...

É Ricardo sempre bem informado, rimou..rsrs Não sabia disso ainda. Realmente ainda tem muito chão pra se poder respirar mais aliviado por aquelas bandas, esses bandidos não estão e nem nunca estiveram pra brincadeira. Não dá pra esquecer o quanto eles podem ser cruéis, o que fizeram com Tim Lopes e tantas outras pessoas, agora é vigiar, e muiro até que tudo melhore, esperemos que sim.

Ricardo Welbert disse...

Realmente, Marina. Valeu!

Ocorreu um erro neste gadget